Le Magazine Accor Hotels

Festa junina: origem da tradição no Brasil

Festa junina: Descubra como começou a tradição no Brasil e confira algumas dicas para onde viajar

30/05/2022 A festa junina promete agitar o Brasil afora com diversas festividades recheadas de música, guloseimas, dança e muita alegria pelo país afora. Saiba tudo sobre o evento que carrega representatividade cultural na veia.

Junho está chegando e com ele um dos melhores eventos do ano: as festas juninas. São eventos tradicionais que estão na nossa vida desde pequenos, quando nos divertimos nas escolas representando culturas regionais marcadas por muita música, dança, roupas e comida típicas. 


Venha descobrir como essa festividade foi criada e tudo que você sempre quis saber sobre uma das épocas mais incríveis do ano.

O que é festa junina?


Festas juninas, também conhecidas em alguns lugares do mundo como festas dos santos populares ou celebração do meio do verão, são comemorações em homenagem a São João que ocorrem no período entre o solstício de verão (no hemisfério norte) e de inverno (no hemisfério sul).

 

Os eventos ocorrem normalmente entre 19 de junho e 25 de junho, mas as datas variam entre as diferentes culturas, não só do Brasil, mas também no mundo, sendo consideradas muito importantes, inclusive, no Norte da Europa.

 

Mas a festa, que também tem cunho cristão, celebra o nascimento de João Batista, um profeta que previu o nascimento de Jesus Cristo e é amplamente comemorada no dia 24 de junho. Por isso o período também é conhecido como São João.

 

No Nordeste do Brasil, onde a festa tem mais força, o mês de junho é praticamente todo tomado pelas festas juninas. Na Bahia, inclusive as férias escolares são nesse período. Mas, no restante do país, a comemoração acaba se estendendo até julho, onde são celebradas muitas “festas julinas”, exatamente por causa do recesso nas escolas.

 

Portanto, se você pretende celebrar o São João pelo Brasil afora e ainda não sabe para onde viajar em julho, o que não falta é opção para se divertir em uma das melhores épocas do ano.

Festa Junina: qual o verdadeiro significado?

Considerada um dos eventos mais tradicionais do nosso calendário, a festa junina, curiosamente, não nasceu no Brasil. A origem do festejo surgiu no período pré-gregoriano na Europa, no século 16. 

Era considerada uma festividade pagã que celebrava a fertilidade da terra e as boas colheitas e ocorria em 24 de junho, durante o solstício de verão.

 

Por isso, foram chamadas de Joaninas em seu início, em homenagem a João Batista, que batizava as pessoas para a vinda de Jesus, segundo a Bíblia, virando festa da Igreja Católica. Posteriormente, as consagrações se estenderam a  Santo Antônio, no dia 13, e São Pedro, no dia 29.

 

Introduzida no Brasil pelos colonizadores, as festas juninas foram bem recebidas pelos negros e índios que moravam aqui por serem semelhantes às de suas culturas. Assim, pouco a pouco, foram ganhando o Brasil afora, mas no Nordeste elas ganharam mais força, com eventos que perduram por todo o mês.



Origem da festa junina

Historiadores apontam que a festa junina se originou das festividades pagãs realizadas na Europa, durante o período pré-gregoriano. Os eventos ocorriam entre a passagem da primavera para o verão, quando acontece o chamado solstício de verão. Segundo a mitologia, os festejos buscavam afastar os maus espíritos e/ou pragas que pudessem prejudicar a colheita.

 

No Brasil, os festejos foram trazidos da Península Ibérica por nossos colonizadores portugueses no século 16. Com uma origem cristã, a tradição, atualmente, é vista como uma festividade popular, sendo comemorada por todos, independentemente da religião. Com o tempo, a festa junina foi associada a símbolos das zonas rurais.

Festa junina é mais que uma festa de São João no Brasil

A festa junina no Brasil não se resume à festa de São João em 24 de junho. Ela também celebra Santo Antônio, no dia 13, e São Pedro, no dia 19. Os formatos das fogueiras homenageiam cada santo: a quadrada celebra Santo Antônio; enquanto a redonda é para São João; e a triangular é feita em honra a São Pedro.

 

A homenagem a Santo Antônio é uma referência à sua morte em 13 de junho de 1231, em Pádua, na Itália. Conhecido por ser casamenteiro, a festa junina faz referências ao santo através do casamento, com os noivos, o padre e o pai da noiva. 

 

Nascido como João Batista em 24 de junho, São João era conhecido por ser festeiro e foi primo de Jesus Cristo. Ele instituiu o batismo por meio da imersão das pessoas na água para a purificação do fiel. Outra lenda associada ao santo é que ele adormece no dia do seu aniversário, pois não resistiria aos à festa e voltaria à Terra, podendo se queimar na fogueira. Os fogos de artifício têm o intuito justamente de acordá-lo.

 

São Pedro, que se chamava Simão, tem a fama de ser o “chaveiro do céu”, ou seja, só entra lá quem tem a porta aberta pelo santo, e o responsável pelas chuvas. Pela tradição, é no dia 29 que se deve roubar o mastro de São João para declarar o fim do ciclo das festas juninas.

 

Apesar de ser realizada em todo o Brasil, a tradição da festa junina é mais forte ainda no Nordeste, movimentando a economia da região, principalmente em Campina Grande, considerado o maior evento de São João do mundo, levando milhões de turistas ao estado, gerando empregos e lucro ao comércio.

Festas juninas: Entenda tudo sobre essa tradição do Brasil

A festa junina é celebrada nas mais variadas regiões do Brasil, mas o evento é basicamente o mesmo: com muita alegria, dança, música e guloseimas para esquentar os foliões.

/decoração de festa junina com bandeirinhas de São João na cidade

Decoração de festa junina

A decoração das festas juninas são recheadas de bandeirinhas e balões coloridos ou com estampa xadrez, chapéus de palha, cestas de vime, muitas flores, com mesas decoradas e espantalhos, além da tradicional fogueira, para dar um clima mais rural ao evento, e das deliciosas guloseimas.

Como fazer enfeites de festa junina

  • Faça lanternas de papel colorido e coloque uma vela de LED dentro para iluminar;

  • Decore as mesas com rolos de papel-toalha com papel de seda vermelho, laranja e amarelo para simbolizar as fogueiras;

  • Utilize papel de seda também para produzir as bandeirinhas;

  • Ao redor da mesa e no restante da decoração, use latas, palitos de picolé, retalhos de tecido ou EVA, chapéus  de palha, vassouras, peneiras e raladores, entre outros.

Como fazer balão de festa junina

  • Faça um quadrado com papel de seda;

  • Faça dobras em formato de “X”;

  • Dobre ao meio e de lado no formato de uma “cruz”;

  • Dobre o quadrado ao meio pela metade;

  • Dobre as laterais para dentro na forma de um triângulo com quatro pontas;

  • Dobre as pontas para o lado de dentro em todas as pontas até formar um losango;

  • Dobre as quatro pontas do losango para dentro para formar um triângulo;

  • Dobre as pontas para o lado na diagonal;

  • Dobre novamente para o lado de dentro do triângulo nas quatro pontas;

  • Coloque uma fita adesiva no meio das dobras para dar mais estabilidade ao balão;

  • Faça o buraco no meio para pendurá-lo com uma agulha grande ou um palito de dente.

Comidas de festa junina são principalmente à base de milho no Brasil

Comidas de festa junina

As comidas de festa junina não podem faltar nos eventos pelo Brasil afora. Entre as guloseimas e bebidas deliciosas que devem ser presença certa em qualquer festejo estão:


  • Bolo de fubá;

  • Bolo de amendoim;

  • Bolo de milho verde;

  • Maçã do amor;

  • Quentão;

  • Cocada;

  • Pamonha;

  • Cachorro quente;

  • Quindim;

  • Milho;

  • Amendoim;

  • Baba de moça;

  • Canjica;

  • Bom-bocado;

  • Cachaça;

  • Broa de fubá.

Bolo de festa junina não pode faltar

O bolo mais tradicional da festa junina é, sem dúvida, o de milho. Confira os ingredientes e como fazer:

Ingredientes de bolo de milho


  • 1 lata de milho verde;

  • 1 lata de óleo (medida da lata de milho);

  • 1 lata de açúcar (medida da lata de milho);

  • 1 lata de fubá (medida da lata de milho);

  • 4 ovos;

  • 2 colheres (sopa) de farinha de trigo;

  • 2 colheres (sopa) de coco ralado;

  • 1 e 1/2 colher (chá) de fermento em pó;

Bolo de milho: como fazer?

  • Bata o milho verde, o óleo, o açúcar, o fubá, os ovos e a farinha de trigo no liquidificador até ficar cremoso;

  • Acrescente coco ralado e fermento à mistura e bata novamente;

  • Asse no forno com temperatura média a 180°C e preaquecido por 40 minutos.

Mulher com vestido de festa junina

Vestido de festa junina é um capítulo à parte

Tradicionalmente, as mulheres usam vestidos em festas juninas. O comprimento e a estampa variam conforme as preferências de cada uma, assim como os remendos na roupa. 


Mas devem ter as famosas anáguas volumosas com muito babado indicadas para dançar quadrilha, que conferem mais movimento, estrutura e volume. O chapéu de palha com sapatos ou botas, juntamente das meias coloridas, complementam o traje.


Já os homens se vestem com camisa xadrez, calça remendada, chapéu de palha e botas. Quanto às cores, fica a critério de cada um, mas o vermelho sempre cai bem nas blusas típicas.

Danças típicas de festa junina

  • Quadrilha;

  • Arrasta-pé;

  • Baião;

  • Dança de fitas;

  • Forró;

  • Vanerão.


Músicas de festa junina

  • Xaxado;

  • Baião;

  • Xote;

  • Forró;

  • Sertanejo;

  • Samba-de-coco;

  • Quadrilha.

Como é realizada a festa junina nas diferentes regiões do Brasil

mulher feliz em festa de são joão no Brasil

Festa Junina no Nordeste

As tradicionais festas juninas do Nordeste são marcadas por shows, quadrilhas, trios elétricos, danças, comidas típicas e muita música, mas também não pode faltar casamento caipira.

Melhores hotéis do Nordeste para se hospedar para a festa junina

  • ibis Styles Campina Grande: aqui, o São João é todo dia. Com uma decoração temática, o hotel transborda alegria e muita festa. Além disso, possui ótima localização e quartos aconchegantes, com ar-condicionado, TV e wi-fi grátis a preços extremamente convidativos;


  • Mercure Salvador Boulevard: é o hotel perfeito para sua estadia e acessível para o seu bolso, com quartos confortáveis, climatizados e wi-fi grátis, além de sauna, piscina, sala de massagem e academia;


  • ibis Recife Aeroporto: localizado em frente ao aeroporto, é o hotel ideal para quem quer comodidade e conforto. Todos os quartos têm ar-condicionado, wi-fi grátis. Tudo isso preços acessíveis;


  • ibis Fortaleza Praia de Iracema: com uma das melhores localizações da cidade, o hotel traz a beleza das praias da capital cearense com o aconchego e sofistificação de quartos com toda a infraestrutura  e o melhor preço que você precisa;


  • Mercure Maceió Pajuçara: aproveite os encantos da capital alagoana com quartos confortáveis e estrutura de primeira, com direito a vista para o mar, ar-condicionado e wi-fi. Os preços são os melhores da região;


  • ibis São Luís: ideal para quem procura uma estada confortável, moderna e preços atrativos. Bem localizado, o hotel tem quartos aconchegantes e funcionais, com ar-condicionado e wi-fi gratuito.

Festa Junina no Norte

  • Fogueiras nas casas das pessoas

  • Contação de histórias relacionadas às lendas do Brasil

  • Bumba-meu-boi

  • Decoração de festa junina com bandeirinhas e fitas coloridas

  • Comidas de festa junina como bolo de milho, bolo de fubá, cuscuz, pé de moleque, etc.)

Melhores hotéis do Norte 

Festa Junina no Centro-Oeste

A festa junina no Centro-Oeste é influenciada também pelos países hispânicos vizinhos como Paraguai e Bolívia. Portanto além das tradicionais quadrilhas decorações de festa junina e comidas típicas, há ainda o cururu que é um desafio entre violeiros típico da cultura paraguaia. 

Melhores hotéis do Centro-Oeste

Grand Mercure Brasília Eixo Monumental, no Distrito Federal.

Festa Junina no Sudeste

  • Quadrilhas

  • Casamento na roça

  • Fogueiras

  • Bandeirinhas

  • Brincadeiras de festa junina (correio do amor, cadeia, derruba latas, etc.)

  • Comidas típicas de festa junina (maçã do amor, cocada, pé de moleque, quentão, bolo de fubá, milho, arroz doce etc.

Melhores hotéis do Sudeste

Festa Junina no Sul

  • Fogueiras

  • Casamento caipira

  • Pinhão (comida típica do sul)

  • Quentão

  • Bandeirinhas e fitas coloridas

  • Milho

  • Cocada

  • Canjica

  • Pipoca

  • Amendoim 

  • Doces de amendoim 

  • Arroz doce



Melhores hotéis do Sul

Para curtir a festa junina em qualquer lugar do Brasil com conforto, segurança e a infraestrutura que você merece a preços acessíveis, faça a sua reserva nos hotéis da rede Accor.


Você curtiu? Compartilhe!

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra