Le Magazine Accor Hotels

Dia Internacional do Orgulho LGBTQI+

Veja o que representa este dia e as ações que a rede Accor promove

A Accor é uma empresa que tornou público o seu compromisso com a causa LGBTQI+, promovendo o respeito pelo tratamento igualitário de seus colaboradores e com todos os públicos com os quais se relaciona. O Comitê LGBT+ foi criado para alavancar a discussão do tema e promover um ambiente de trabalho inclusivo e acolhedor.

O que significa LGBTQI+?

Afinal, qual a importância de tantas letras e o que elas significam? Antes de explicar um pouco sobre o movimento é importante entender o que cada letra representa. Afinal, o conhecimento pode é um dos grandes passos na luta contra a intolerância. Este conjunto de siglas pode ser dividido em 2 partes, sendo a primeira LGB (focado na orientação sexual) e a segunda TQI+ (focado na identificação de gênero).
  • A letra "L": Representa as Lésbicas, ou seja, todas as mulheres que se identificam como mulheres e sentem atração por outras mulheres.
  • A Letra "G":  Representa os Gays, todos os homens que se identificam como homem e sentem atração por outros homens.
  • A letra "B": Representa os Bissexuais, são pessoas que sentem atração por homens e mulheres.
  • A letra "T": Representa os Transexuais (Travestis e Transgêneros). São pessoas que não se identificam ou não se sentem confortáveis com o gênero ao qual foram designados ao nascerem.
  • A letra "Q": Representa o Queer, ou seja, todos os indivíduos que não se encaixam em nenhuma das siglas anteriores e fogem ao padrão que foi imposto a todos nós desde sempre. O termo em inglês pode ser traduzido como "estranho", mas não de uma forma negativa. Ele só indica que não existe um rótulo certo para essas pessoas que não se sentem representadas pelas outras identidades. 
  • A letra "I": Representa os Intersexuais, são todos que  antigamente eram chamados também de "hermafroditas" (termo que caiu em desuso), ou seja, pessoas que têm concomitantemente os órgãos reprodutores de ambos os sexos.
  • A sigla "+": +: Representa o conceito mais amplo e indica que existem outros grupos bem-vindos, como, por exemplo, os assexuais.

É ofensivo usar as siglas que não são mais utilizadas?

Não é indicada a utilização de termos que entraram em desuso, pois eles não englobam toda a comunidade e podem até conter nominações consideradas ofensivas. No entanto, pode ser comum cometer estes equívocos, já que o movimento está em constante transformação e crescimento. A própria sigla, por exemplo, já evoluiu de GLS para LGBT e foi ganhando novas letras à medida que aprendemos. Mesmo que você erre nos termos, o importante é aprender e tentar não cometer o erro novamente.

Este movimento social presente no mundo todo não é recente, possui uma história e merece ser respeitado. Apesar disto, ainda existem muitos obstáculos, tanto em relação aos governos quanto também frente a uma sociedade que muitas vezes se recusa a ser mais justa e igualitária.

A seguir, veja um pouco sobre a história da rede Accor e sua relação com o movimento LGBTQI+.

Conheça o histórico da Accor no apoio à causa no Brasil

Em 2017, a Accor foi a primeira empresa do grupo hoteleiro a aderir ao Fórum de Empresas LGBTQI+, se tornando signatária da Carta de Adesão aos 10 Compromissos da Empresa com os Direitos LGBTQI+. 

Em 2018, a rede lançou o guia “Compromisso com a Diversidade” que apresenta dados estatísticos de marketing voltados para o consumo desse público, conceitos básicos mais abrangentes, glossário, datas comemorativas e um guia para experiência positiva do hóspede — que inclui dicas para ações práticas como atenção em bares, restaurantes, recepção e preparação dos ambientes. Essa cartilha foi distribuída para todos os hotéis da Accor no Brasil e utilizada como treinamento para as equipes.

Ainda no mesmo ano, a empresa lançou o Manual de Recrutamento LGBTQI+, que serve para a conscientização dos recrutadores na tratativa de candidatos LGBTQI+ durante os processos seletivos. Ele enfatiza que o recrutamento e seleção de candidatos devem basear-se apenas em questões profissionais e não em critérios discriminatórios, como religião, idade, gênero, opiniões políticas, origem étnica, afiliação sindical, etc. Além disso, qualquer legislação local em favor da diversidade e da igualdade de oportunidades deve ser respeitada.

Para garantir a construção dessa estratégia e implementação das ações, a empresa conta com um comitê gestor LGBTQI+ que conta com membros voluntários de diversas áreas.

 

Em 2019, os principais resultados foram:

  • 3 reconhecimentos externos: Selo de Direitos Humanos e Diversidade da Prefeitura de São Paulo pela segunda vez consecutiva, Prêmio Caio de Diversidade pela segunda vez consecutiva e Miss Brasil Transex pela primeira vez.
  • Apoio ao Casamento Coletivo Igualitário de São Paulo 2019 em parceria com a Prefeitura do Município de São Paulo, pela terceira vez. A Accor ofereceu para os 27 casais que participaram da cerimônia diárias em diferentes hotéis operados pela empresa no Estado de São Paulo para comemoração de suas noites de núpcias.
  • O Ibis Juiz de Fora foi pelo terceiro ano seguido o patrocinador oficial do concurso Miss Brasil Gay, realizado na cidade mineira e contando com mais de três mil espectadores acompanhando os desfiles, além de um show de Pablo Vittar. Esse é o evento turístico mais importante da cidade. Foram 386.272 pessoas impactadas.
  • A Accor foi a rede hoteleira oficial da Parada do Orgulho LGBTQI+ em São Paulo pelo segundo ano consecutivo. Uma parceria foi feita com o Jornal Metro, que fez uma edição especial sobre diversidade e foi distribuído em mais de 15 hotéis da rede que fizeram parte do circuito da Parada de São Paulo. Os resultados de 2019 foram:

- 4,5 milhões de pessoas impactadas

- Revpar de 62 USD

- Média de 77% de ocupação durante o evento

- 21 hotéis patrocinaram

- Parcerias com Prefeitura de São Paulo, Governo do Estado de São Paulo, Associação da Parada do Orgulho LGBT+ e Jornal Metro Mini.

Mais ações da Accor em apoio ao Pride LGBTQI+ na América do Sul

Argentina
  • Lançamento do comitê e do guia Compromisso com a Diversidade (2018)Reconhecimento Câmara Turismo LGBT+ Argentina (2018). Participação no GNETWORK em 2019 (maior conferência internacional de negócios e turismo LGBTQI+) como patrocinadora e a única empresa da rede hoteleira como painelista. Além disso, a Accor lançou o Manual de Recrutamento LGBT+ em Buenos Aires, Argentina. Os resultados foram: 2.161.927 pessoas impactadas, 18 publicações na mídia e US$36.872 de ad equivalence.
 
Colômbia

  • A Accor lançou sua estratégia LGBT+ na Colômbia durante a edição de 2019 do WeTrade, feira de Oportunidades e Negócios Diversos que busca promover o crescimento e a capacitação econômica da comunidade LGBTQI+. Este ano, o evento aconteceu em Bogotá, em 31 de outubro e 1º de novembro. Em 30 de outubro, a equipe de líderes dos hotéis Accor da Colômbia também participou de um treinamento sobre o manual “Compromisso com a Diversidade”, material que reúne conteúdo teórico e prático sobre como receber turistas LGBTI+. Os resultados foram: 375.386 pessoas impactadas, US$68,541 de ad equivalence e 8 publicações na mídia. A Accor foi a unica rede hoteleira participante do WETRADE 2018 e 2019.

Chile

  • Adesão oficial à Pride Connection Chile em 2019, rede de empresas que trabalham pela diversidade e inclusão LGBTQI+, tornando-se a primeira multinacional do setor hoteleiro a aderir a esta iniciativa.


Você curtiu? Compartilhe!

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra