Le Magazine Accor Hotels

O Que Fazer Em São Paulo: Atrações Para Todos Os Públicos e Roteiros [Guia Novo Normal]

Você já sabe como curtir SP no pós-pandemia? Confira dicas imperdíveis considerando o novo normal em 2021!

01/01/2021 Vai dar uma passada rápida pela cidade, mas não sabe o que fazer em São Paulo?

Geralmente, a dificuldade tem a ver com a quantidade infinita de opções. 

No entanto, em tempo de pandemia, em que se estabeleceu um novo normal para o turismo, o difícil é ter certeza sobre o que está funcionando ou é seguro visitar.

A boa notícia é que, mesmo com restrições, você pode desfrutar de algumas das principais atrações da Terra da Garoa e ainda explorar outras atividades menos conhecidas.

E o melhor de tudo: dá para contar com o conforto e a segurança dos hotéis de marcas da ALL - Accor Live Limitless, espalhados por todos os cantos da capital paulista, na hora de se hospedar.

E aí, pronto para programarmos essa viagem para São Paulo juntos? 

Então, se liga nas sugestões de roteiro que montamos para você!


Entenda o conceito: o que é o novo normal?

Não importa para onde você olhe, ele está lá. 

Nas manchetes dos telejornais, nas falas de autoridades da saúde, em artigos mais técnicos que tratam sobre tema.

Mas, afinal, o que é o novo normal que tanto se comenta?

É natural que a chegada de uma pandemia provoque reflexões e mudanças comportamentais. 

Até porque estamos falando de uma situação completamente atípica e excepcional, em que ninguém sabe bem o que vai acontecer.

O novo normal, portanto, nada mais é do que uma tentativa de adaptação a uma realidade imposta. 

Ele não é muito diferente de outras mudanças mais ou menos significativas que acontecem na vida de qualquer pessoa.

No começo, todos estranhávamos o uso de máscara, ter um cuidado maior com a higiene das mãos, não compartilhar objetos pessoais, contar sempre com o álcool em gel por perto, manter o distanciamento social e evitar aglomerações.

Meses se passaram e, agora, essa rotina já faz parte do nosso novo normal.

Muitas das mudanças trazidas, inclusive, parecem ter vindo para ficar em definitivo, pois mostraram uma realidade até então não vivida.

Quais serão as medidas que podem fazer parte do novo normal?

É só olhar ao seu redor que já é possível ver medidas que fazem parte desse novo normal. 

Se você é uma pessoa consciente, certamente, só sai de casa com sua máscara, tem consigo sempre um frasco de álcool em gel, procura manter um distanciamento social seguro de outras pessoas e evita espaços fechados lotados.

É uma forma de ajudar a si próprio e aos demais.

Talvez os cuidados acima sejam abandonados, mesmo que parcialmente, quando uma vacina estiver disponível no mercado.

Mas alguns hábitos tendem a ficar.

O consumo, por exemplo, mudou. 

As lojas digitais estão faturando mais do que nunca. 

Os aplicativos de delivery e as dark kitchens também estão conquistando novos adeptos todos os dias.

Tudo em prol da segurança e da preservação da saúde.

Isso sem falar nas flexibilizações das jornadas de trabalho, sobretudo o home office.

Nas empresas em que ele funcionou, é bastante provável que siga ao menos como uma possibilidade.

O novo normal pode afetar a sua visita a SP?

O novo normal afeta em maior ou menor escala determinados setores da sociedade e da economia.

Entre os mais abalados, sem dúvidas, está o turismo.

Então, sim, a sua visita a SP vai sofrer algum tipo de impacto com a situação vivida no país - não há como ser diferente.

Os amantes do futebol, por exemplo, que poderiam querer ver uma partida no Estádio do Morumbi, na Arena Corinthians ou no Allianz Parque não vão conseguir, ao menos por enquanto.

Isso porque os eventos esportivos estão sendo disputados sem público.

Outro ponto turístico famoso da capital paulista que está temporariamente fechado é o Museu de Arte de São Paulo (MASP).

Mas se tem algo que a chegada da pandemia nos ensinou é o poder da adaptação.

Então, basta ter um pouco de jogo de cintura e aproveitar a visita.

O que fazer em São Paulo com o novo normal?

Diante do novo normal, as dicas sobre o que fazer em São Paulo privilegiam lugares abertos, como parques e praças, e realizar atividades ao ar livre ou que tenham políticas de distanciamento social mais rigorosas.

Mas não se preocupe!

Com uma boa dose de criatividade e preparação, é possível desfrutar da sua viagem à capital paulista.

O que fazer em São Paulo hoje?

Que tal começar o seu passeio por São Paulo pelos principais parques municipais e estaduais da cidade?

Como eles são muitos, o ideal é escolher uma região e concentrar suas visitas por ali.

Nada melhor do que iniciar essa incursão ao ar livre pelo parque mais famoso: o Ibirapuera.

Inaugurado em 1954, ele conta com uma extensão de quase 160 hectares e tem mais de 300 espécies de animais e em torno de 528 variedades de plantas.

Se você estiver hospedado no The Capital São Paulo Itaim Bibi Future Grand Mercure, por exemplo, estará a menos de um quilômetro de distância desse paraíso verde, que pode ser avistado, inclusive, da janela do seu quarto.

Ainda na Zona Sul, você pode visitar o Parque da Independência, onde fica o Museu do Ipiranga, e o Jardim Botânico de São Paulo.

Vale lembrar que os parques só estão funcionando durante a semana  (podendo variar conforme a fase),  então, nada de deixar esse programa para sábado ou domingo.

O que fazer em São Paulo à noite?

Com cinemas, boates e bares fechados ou operando em regime especial, fica mais difícil achar o que fazer em São Paulo à noite, mesmo a capital sendo conhecida como a “cidade que não dorme”.

Uma alternativa interessante pode ser reservar um horário para conhecer e praticar escalada na Casa de Pedra, o maior espaço nesses moldes na América Latina.

Ao todo, são 32 paredes com diferentes níveis de dificuldade para você testar suas habilidades.

A Casa de Pedra conta com duas sedes: Perdizes e Moema.

A segunda, inclusive, fica bem próxima do Parque Ibirapuera, sendo de fácil acesso para quem está hospedado no Pullman São Paulo Ibirapuera, por exemplo.

Outra opção noturna convidativa é visitar o famoso Mirante 9 de Julho, que, desde o ano passado, se chama apenas MIRA.

Reaberto recentemente e seguindo os protocolos de segurança, o espaço é um monumento histórico recuperado que respira cultura.

Localizado no bairro Bela Vista, no encantador Bixiga, contempla restaurantes, bares e atividades artísticas ao ar livre.

Para quem estiver hospedado no Mercure Sao Paulo Alamedas Hotel, o MIRA fica a 10 minutos de distância a pé.

O que fazer em São Paulo em dois dias?

Com mais tempo em São Paulo, você pode ampliar a lista de parques a serem visitados, incluindo outras regiões da cidade.

No centro, se encontra o mais antigo da capital paulista, o Parque da Luz, também conhecido como Jardim da Luz, inaugurado em 1825.

Nele, é possível conferir algumas esculturas expostas pela Pinacoteca, que fica nos arredores da área verde e permanece fechada para visitação interna.

A região central de São Paulo também reúne algumas das principais atrações comerciais da cidade.

Da Praça da Luz até a famosa Rua 25 de Março são 15 minutos de caminhada.

Infelizmente, outras atrações dessa parte da cidade, como o Memorial da América Latina e o Museu do Futebol, estão temporariamente fechadas.

Se você quiser ficar hospedado no Centro Histórico de São Paulo, o  ibis Budget SP Centro São João é uma ótima opção.

O que fazer em São Paulo em cinco dias?

Agora, se você tem mais tempo para aproveitar São Paulo, é possível programar um roteiro mais completo.

Você pode, por exemplo, dedicar cada dia para aproveitar uma região da capital paulista.

Já que os dois primeiros foram usados para visitar a Zona Sul e o Centro, os demais podem ser divididos em Zona Norte, Leste e Oeste.

A Zona Norte é uma das áreas mais verdes de São Paulo.

Lá está o Parque da Cantareira, uma Unidade de Conservação de Proteção Integral paulista localizada na maior floresta urbana nativa do mundo, a Serra da Cantareira.

Também se encontra na região o Parque da Juventude, criado no lugar que antes ficava o Complexo Penitenciário do Carandiru.

Reserve ainda um tempo para conhecer o Museu Aberto de Arte Urbana (MAAU), espaço que conta com 66 painéis de grafite instalados nos pilares de sustentação da Linha 1-Azul do metrô de SP.

A atração, inclusive, fica a 900 metros do Novotel São Paulo Center Norte.

Tema da música Punk da Periferia de Gilberto Gil, o bairro da Freguesia do Ó também fica na Zona Norte e reserva um dos lugares mais conhecidos da cidade: o Largo da Matriz.

Na Zona Leste, os destaques ficam por conta dos parques:

  • Parque do Carmo: segundo maior bosque de cerejeiras do mundo fora do Japão

  • Parque Estadual Belém: oferece um amplo espaço para a prática de atividades físicas

  • Parque Ecológico Tietê: uma das áreas verdes mais belas da cidade

  • Parque do Piqueri: conta com o Ponto da Leitura, belo espaço para apreciar um bom livro ao ar livre.

Também vale a pena conferir o Projeto Grafite no Muro, que colore quatro quilômetros da Linha 3-Vermelha do Metrô, ligando as estações Patriarca e Corinthians-Itaquera.

Criado para a Copa do Mundo de 2014, a iniciativa contou com a participação de 60 artistas e fez do espaço um dos maiores corredores grafitados da América Latina.

O seu quinto e último dia, pode ser recheado com as atrações da Zona Oeste, que também se destaca pela arte urbana.

O Beco do Batman e o do Aprendiz, por exemplo, são dois pontos localizados no boêmio bairro Vila Madalena e chamam a atenção pelas cores vibrantes e pelos traços ousados. 

Se você busca novas experiências gastronômicas, o ideal é ir de estômago vazio e aproveitar todas as delícias que a região tem a oferecer.

É claro que, por conta da pandemia, alguns estabelecimentos podem estar fechados ou funcionando em horário reduzido, mas, mesmo assim, vale a pena arriscar.

Ainda na Vila Madalena, as sugestões são o Lá da Venda, o Ícone GastroRock Experience e o Garrafas Bar.

No Morumbi, a dica é o restaurante chinês Golden Plaza, que vai fazer você se sentir em Pequim.

O que fazer em SP no domingo?

Domingo é visto como um dia de descanso.

No entanto, por conta da pandemia, grande parte das atrações que poderiam dar esse respiro antes do recomeço da rotina atribulada não estão abrindo para o público em SP, a exemplo dos parques, como já mencionado.

Mesmo passatempos comuns, como passear pela Avenida Paulista e pelo Minhocão, ainda não estão disponíveis.

Então, a saída é aproveitar algumas praças públicas e conferir como ficaram os 22 quilômetros revitalizados da Ciclovia da Marginal Pinheiros, recentemente aberta para a população em geral.


Coisas diferentes para fazer em SP

Como dissemos, com uma boa dose de criatividade, mas sem abrir mão da consciência, é possível desfrutar SP de um jeito diferente.

Confira nossas sugestões:

  • Pratique skate downhill no Parque Estadual Cândido Portinari

  • Visite a loja Central Caos, no Santa Cecília, a maior concentração de antiguidades por metro quadrado da cidade

  • Faça uma viagem espacial em meio à natureza no Planetário do Ibirapuera.

Quais são as melhores atividades ao ar livre em São Paulo?

Com a pandemia, o novo normal é aproveitar as atividades ao ar livre para relaxar sem descuidar dos cuidados com a saúde.

Veja o que capital paulista tem a oferecer:

  • Cine drive-in no pátio do Memorial da América Latina

  • Farol Santander, no Centro Histórico, com uma vista panorâmica da cidade

  • Museu a céu aberto do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade de São Paulo (USP).

Quais são as melhores atividades para crianças em São Paulo?

A criançada é a que mais sofre com esse leque limitado de opções de lazer durante a pandemia.

Ainda assim, é possível gastar toda essa energia acumulada com as dicas a seguir:

  • Espaço Mamusca, no bairro Pinheiros, em que pais voltam a ser crianças e brincam com seus filhos em uma casa de bonecas gigante

  • Parque Zoológico de São Paulo e o Zoo Safári

  • Cine drive-in no estacionamento do Estádio Pacaembu, com filmes específicos para crianças.

Não há dúvidas de que a pandemia do novo coronavírus limitou as possibilidades de lazer não só no Brasil, mas no mundo.

Está mais difícil descobrir o que fazer em São Paulo sem abrir mão dos protocolos de segurança que o momento exige.

Mesmo assim, é possível encontrar alternativas, especialmente aquelas mais próximas à natureza.

Talvez, esse seja o nosso novo normal.

E ao menos uma certeza você pode ter: não importa a região da cidade, sempre tem um hotel ALL - Accor Live Limitless para acolher você. 

Pronto para fazer a sua reserva?

Conheça todas as nossas opções na cidade de São Paulo!

Você curtiu? Compartilhe!

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra