Le Magazine Accor Hotels

Afinal, quando acaba a quarentena no Brasil?

Confira algumas informações sobre o avanço da pandemia

É difícil encontrar alguém que não esteja ansioso para saber quando acaba a quarentena, não é verdade? Em tempos de pandemia do novo coronavírus, o brasileiro quer logo ver a doença se afastar para que a vida volte ao normal.

Segundo apurou o portal UOL, essa é a pergunta mais feita ao Google, o que é bastante compreensível.

É a primeira vez que o mundo enfrenta uma quarentena de proporção global e, ao mesmo tempo, se une para combater um vírus ainda sem remédio ou vacina.

Mesmo sendo o distanciamento social um procedimento usado desde a antiguidade para evitar o contágio de doenças, ele nunca impactou tanta gente.

De acordo com dados da Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura) ao menos 1,5 bilhão de pessoas estão sendo afetadas pelas ações de combate ao coronavírus.

E a quarentena é uma dessas medidas.

Acompanhe neste texto tudo o que você precisa saber a respeito e também quando acaba a quarentena no Brasil, na opinião de especialistas.

mulher de mascara foto frontal

Quando a quarentena começou no Brasil

Para entender melhor sobre a importância da quarentena, é preciso observar a cronologia sobre o avanço da doença pelo mundo.

No caso do novo coronavírus, tudo começou em dezembro de 2019 quando uma doença desconhecida começou a atingir moradores da cidade de Wuhan, na China.

Ainda não se sabia, mas se tratava da Covid-19.

Com alto poder de contágio, o vírus se espalhou rapidamente para mais de 150 países em apenas três meses.

No dia 11 de março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou o estado de pandemia.

No Brasil, o primeiro caso da doença foi confirmado em fevereiro, mas antes disso o presidente Jair Bolsonaro já tinha sancionado uma lei para tratar de normas e medidas de combate ao coronavírus: a lei da quarentena.

Confira uma linha do tempo sobre o avanço do coronavírus no Brasil:

  • 6 de fevereiro: é sancionada a lei da quarentena

  • 26 de fevereiro: o Ministério da Saúde confirma o primeiro caso positivo de coronavírus no Brasil

  • 11 de março: o Distrito Federal estabelece medidas de distanciamento social, suspendendo aulas e serviços e nos dias seguintes outros estados passam a tomar medidas de quarentena

  • 17 de março: é confirmada a primeira morte pela Covid-19 no Brasil - o óbito aconteceu na cidade de São Paulo (SP)

  • 28 de março: 11 dias após a primeira morte pela doença no Brasil, o país tem um total de 113 mortos e 3.928 infectados em todos os estados, segundo as secretarias estaduais de saúde

  • 12 de abril: sobe para 22.169 o número de casos confirmados e 1.223 o número de óbitos causados pela doença, segundo o Ministério da Saúde

  • 30 de abril: Maranhão é o primeiro estado do Brasil a decretar lockdown (bloqueio total de uma cidade ou região em situações extremas como pandemia)

  • 1º de maio: Brasil tem 91.589 casos confirmados e 6.329 mortes

  • 15 de maio: secretarias estaduais de saúde informam 204.795 casos confirmados e 14.058 óbitos registrados até esta data.

criança rezando de máscara

Por que a quarentena é recomendada?

Para entender por que a quarentena é importante, é preciso conhecer melhor sobre o novo coronavírus e a doença que ele provoca.

O Covid-19 vai além de uma gripe: é uma doença altamente contagiosa e que pode gerar graves complicações respiratórias e, inclusive, a morte.

Para combater a proliferação da transmissão do vírus, os governos adotam medidas restritivas para que menos pessoas circulem e o espalhem pela população.

A quarentena é uma dessas medidas e limita o trânsito de pessoas em áreas públicas e privadas.

No Brasil, ela é estipulada pelos próprios estados ou municípios - ou seja, não segue uma determinação federal.

Importante para todos, evita que o vírus continue a contaminar um grande número de pessoas, incluindo aquelas que se enquadram aos grupos de risco (como idosos, cardíacos, hipertensos, diabéticos e pessoas com doença pulmonar ou insuficiência renal). 

Além de funcionar como uma medida de combate à disseminação do vírus, também ajuda autoridades e hospitais a preparem estruturas para receber pacientes graves.

Mesmo sendo desafiadora, principalmente para quem está acostumado à rotina de trabalhar fora e até mesmo viajar, respeitar a quarentena e de usar apenas serviços essenciais é de extrema importância.

Afinal, por mais avançada que seja a medicina, ainda não existe vacina nem remédio para tratar a doença.

E medidas de supressão do contágio do novo coronavírus, como a quarentena, podem salvar 1 milhão de vidas no BrasilÉ o que revelou um estudo publicado em abril pela universidade britânica Imperial College.

A mesma pesquisa apontou ainda que a rápida adoção de medidas comprovadas de saúde pública, como distanciamento social, isolamento de casos e testes em massa, são fundamentais para conter os efeitos da pandemia.

serviços essenciais na quarentena

Quais são os serviços considerados essenciais durante a quarentena

De acordo com determinações do governo federal, são considerados serviços essenciais desde a assistência à saúde até a radiodifusão de sons e imagens.

Ao todo são 53 as atividades consideradas essenciais e que não podem ser paralisadas nem mesmo em tempos de pandemia e isolamento social.

Veja quais são elas, de acordo com publicação no site da Casa Civil:

  • Assistência à saúde, incluídos os serviços médicos e hospitalares

  • Assistência social e atendimento à população em estado de vulnerabilidade

  • Atividades de segurança pública e privada, incluídas a vigilância, a guarda e a custódia de presos

  • Atividades de defesa nacional e de defesa civil

  • Trânsito e transporte interestadual e internacional de passageiros

  • Telecomunicações e internet

  • Serviço de call center

  • Geração, transmissão e distribuição de energia elétrica, incluídos: o fornecimento de suprimentos para o funcionamento e a manutenção das centrais geradoras e dos sistemas de transmissão e distribuição de energia

  • Produção, distribuição, comercialização e entrega, realizadas presencialmente ou por meio do comércio eletrônico, de produtos de saúde, higiene, limpeza, alimentos, bebidas e materiais de construção

  • Serviços funerários

  • Guarda, uso e controle de substâncias, materiais e equipamentos com elementos tóxicos, inflamáveis, radioativos ou de alto risco, definidos pelo ordenamento jurídico brasileiro, em atendimento aos requisitos de segurança sanitária, metrologia, controle ambiental e prevenção contra incêndios

  • Vigilância e certificações sanitárias e fitossanitárias

  • Prevenção, controle e erradicação de pragas dos vegetais e de doença dos animais

  • Inspeção de alimentos, produtos e derivados de origem animal e vegetal

  • Vigilância agropecuária internacional

  • Controle de tráfego aéreo, aquático ou terrestre

  • Serviços de pagamento, de crédito e de saque e aporte prestados pelas instituições supervisionadas pelo Banco Central do Brasil

  • Serviços postais

  • Serviços de transporte, armazenamento, entrega e logística de cargas em geral

  • Serviço relacionados à tecnologia da informação e de processamento de dados (data center) para suporte de outras atividades

  • Fiscalização tributária e aduaneira federal

  • Produção e distribuição de numerário à população e manutenção da infraestrutura tecnológica do Sistema Financeiro Nacional e do Sistema de Pagamentos Brasileiro

  • Fiscalização ambiental;

  • Produção de petróleo e produção, distribuição e comercialização de combustíveis, biocombustíveis, gás liquefeito de petróleo e demais derivados de petróleo

  • Monitoramento de construções e barragens que possam acarretar risco à segurança

  • Levantamento e análise de dados geológicos com vistas à garantia da segurança coletiva, notadamente por meio de alerta de riscos naturais e de cheias e inundações

  • Mercado de capitais e seguros

  • Cuidados com animais em cativeiro

  • Atividade de assessoramento em resposta às demandas que continuem em andamento e às urgentes

  • Atividades médico-periciais relacionadas com a caracterização do impedimento físico, mental, intelectual ou sensorial da pessoa com deficiência, por meio da integração de equipes multiprofissionais e interdisciplinares, para fins de reconhecimento de direitos previstos em lei, em especial na Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015 - Estatuto da Pessoa com Deficiência

  • Outras prestações médico-periciais da carreira de Perito Médico Federal indispensáveis ao atendimento das necessidades inadiáveis da comunidade

  • Fiscalização do trabalho

  • Atividades de pesquisa, científicas, laboratoriais ou similares relacionadas com a pandemia de que trata o Decreto

  • Atividades de representação judicial e extrajudicial, assessoria e consultoria jurídicas exercidas pela advocacia pública da União, relacionadas à prestação regular e tempestiva dos respectivos serviços públicos

  • Atividades religiosas de qualquer natureza, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde

  • Unidades lotéricas

  • Serviços de comercialização, reparo e manutenção de partes e peças novas e usadas e de pneumáticos novos e remoldados

  • Serviços de radiodifusão de sons e imagens

  • Atividades de desenvolvimento de produtos e serviços, incluídas aquelas realizadas por meio de startups

  • Atividades de comércio de bens e serviços, incluídas aquelas de alimentação, repouso, limpeza, higiene, comercialização, manutenção e assistência técnica automotivas, de conveniência e congêneres, destinadas a assegurar o transporte e as atividades logísticas de todos os tipos de carga e de pessoas em rodovias e estradas

  • Atividades de processamento do benefício do seguro-desemprego e de outros benefícios relacionados, por meio de atendimento presencial ou eletrônico, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde e dos órgãos responsáveis pela segurança e pela saúde do trabalho

  • Atividade de locação de veículos

  • Atividades de produção, distribuição, comercialização, manutenção, reposição, assistência técnica, monitoramento e inspeção de equipamentos de infraestrutura, instalações, máquinas e equipamentos em geral, incluídos elevadores, escadas rolantes e equipamentos de refrigeração e climatização

  • Atividades de produção, exportação, importação e transporte de insumos e produtos químicos, petroquímicos e plásticos em geral

  • Atividades cujo processo produtivo não possa ser interrompido sob pena de dano irreparável das instalações e dos equipamentos, tais como o processo siderúrgico e as cadeias de produção do alumínio, da cerâmica e do vidro

  • Atividades de lavra, beneficiamento, produção, comercialização, escoamento e suprimento de bens minerais

  • Atividades de atendimento ao público em agências bancárias, cooperativas de crédito ou estabelecimentos congêneres, referentes aos programas governamentais ou privados destinados a mitigar as consequências econômicas da emergência de saúde pública de que trata a Lei nº 13.979, de 2020

  • Produção, transporte e distribuição de gás natural e indústrias químicas

  • Petroquímicas de matérias-primas ou produtos de saúde, higiene, alimentos e bebidas

  • Atividades de construção civil, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde

  • Atividades industriais, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde

  • Salões de beleza e barbearias, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde

  • Academias de esporte de todas as modalidades, obedecidas as determinações do Ministério da Saúde

Mesmo com a lista de serviços essenciais estabelecida pelo governo federal, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que cabe aos estados e municípios estabelecer políticas de saúde, questões de quarentena e a classificação desses serviços.

Por isso, não deixe de acompanhar as políticas adotadas em sua cidade para saber quais são os serviços que estão funcionando durante a quarentena.

mulher de mascara em casa de quarentena

Quando acaba a quarentena no Brasil

Apontar quando acaba a quarentena no Brasil pode parecer uma missão quase impossível, uma vez que os estados podem prolongar ou não suas medidas mais restritivas.

Tudo depende de como a quarentena é estipulada por cada ente público, o que muda de acordo com o planejamento e também desenvolvimento da doença em cada região.

Por mais imprevisível que pareça saber até quando esse período de isolamento vai, é preciso se atentar ao que dizem as autoridades locais.

No estado do Rio de Janeiro, por exemplo, a quarentena teve início no dia 17 de março e foi estendida até o dia 31 de maio.

Já em São Paulo, começou um pouco mais tarde, no dia 24 de março, e também foi prolongada até 31 de maio.

Não significa, contudo, que a quarentena acabe assim que junho iniciar.

E mesmo quando acabar, é preciso estar preparado, pois a volta da normalidade ainda pode demorar bastante tempo.

Como se preparar para a vida pós-quarentena?

Como a cada dia estamos mais próximos do fim da pandemia, mesmo sem saber ao certo quando ela acaba, é importante começar desde já a pensar no retorno para a vida pós-quarentena.

Afinal, o mundo pós-pandemia será diferente e precisamos estar prontos para enfrentá-lo.

Para muitos especialistas e historiadores, a pandemia de coronavírus é o mais importante marco do século 21.

Mesmo sendo a maior catástrofe mundial da última década, traz com ela algumas tendências como:

  • Aprender mais e investir em novos conhecimentos, inclusive na educação a distância

  • Fazer mais eventos dentro de casa ao invés de sair com os amigos ou jantar fora

  • Comprar mais de produtores locais e também via delivery

  • Trabalhar em home office

  • Valorizar ainda mais o núcleo familiar e o contato com as pessoas que moram debaixo do mesmo teto.

Estar preparado para as mudanças e cuidar da própria saúde, pensando também no bem das pessoas que estão ao redor, é o melhor a ser feito.

Conclusão

Ao pensar sobre quando acaba a quarentena, fica o convite para refletir também sobre como será sua vida e a vida das pessoas que ama daqui para frente.

Embora as mudanças sejam gradativas, elas vão acontecer e, em breve, tudo voltará ao normal.

Afinal, tudo passa.

E a vontade de viajar, não?

Saiba que os hotéis da rede ALL Accor Live Limitless estão preparados para receber os hóspedes com todo cuidado necessário e conforto característico da marca.

Vamos esperar a sua visita!

Você curtiu? Compartilhe!

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra