Le Magazine Accor Hotels

5 Melhores Parques Naturais Brasileiros para Conhecer

Natureza, animais e tranquilidade. Conheça os paraísos verdes do Brasil!

Conhecer e explorar parques naturais brasileiros é uma excelente ideia.

Afinal, vivemos em um país de riquíssima biodiversidade. De Norte a Sul do Brasil, há áreas imensas de natureza preservada para receber turistas que gostam de aventura, com infraestrutura e suporte.

São trilhas, cachoeiras, cânions, dunas, rios, montanhas, praias - ou seja, uma diversidade de tirar o fôlego antes mesmo de sair de casa.

Se você gosta de ecoturismo e quer se jogar na natureza, este texto tem tudo que precisa saber.

Preparamos um guia para que entenda tudo sobre os parques naturais e escolha o seu próximo destino. 

Acompanhe!

O que é um parque natural no Brasil?

Parques naturais são áreas de conservação que, no Brasil, são geridos pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), uma autarquia vinculada ao Ministério do Meio Ambiente.

Eles estão incluídos nas denominadas Unidades de Proteção Integral, previstas nas leis que compõem o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza (SNUC).

O SNUC define a diferenciação dessas unidades de conservação com características específicas.

Os parques nacionais, ou PARNA, admitem o uso indireto (que não causa dano) dos seus recursos naturais, possibilitando o turismo ecológico.

Ao todo, são 12 categorias de áreas protegidas no Brasil, cada uma com um propósito específico de manejo e tipos de uso do solo.

Quais são os objetivos dos parques nacionais?

Os parques nacionais têm o objetivo de preservar os ecossistemas naturais, possibilitando a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e recreação.

Os locais são públicos, mas a visitação está sujeita a algumas normas estabelecidas por cada unidade e pelo ICMBio.

De acordo com o órgão, a abertura das unidades de conservação tem também o objetivo de sensibilizar a população sobre a preservação da natureza.

Para isso, a entidade trabalha para diversificar e melhorar ainda mais a infraestrutura dos parques para que recebam mais turistas.

Aos poucos, são preparadas mais trilhas, áreas de camping, atividades diferentes de entretenimento e novos centros de visitação.

parques nacionais quantos existem no brasil

Quantos parques nacionais existem no Brasil?

Segundo o Painel Dinâmico de Informações do ICMBio, atualmente, são 74 parques nacionais espalhados por todas as regiões do país - destes, 42 estão abertos à visitação.

A cada ano, cresce o número de visitantes nos parques: os últimos dados divulgados afirmam que, em 2018, as áreas receberam 12,4 milhões de indivíduos.

Considerando todas as unidades de conservação brasileiras, não apenas os PARNAs, foram mais de 15 milhões de pessoas em 2019.

O Parque Nacional da Tijuca, no Rio de Janeiro, é o mais visitado do país e recebeu quase 3 milhões de turistas.

Em segundo lugar no ranking vem o Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná, com 2 milhões de visitantes no mesmo ano.

Quais são os estados do Brasil que têm o maior número de parques nacionais?

O estado com mais parques nacionais é a Bahia, com nove unidades - o maior deles é o famoso Parque Nacional da Chapada Diamantina, com 150 mil hectares. 

O local protege parte de uma cadeia montanhosa que se estende de Minas Gerais à Bahia e abrange três biomas brasileiros: Mata Atlântica, Cerrado e Caatinga.

São quase 300km de trilhas disponíveis para os aventureiros, além de 33 cachoeiras, duas cavernas e dez pontos de escalada.

E o melhor: não há cobrança de ingresso para a entrada.

A Bahia ainda abriga os seguintes parques nacionais: Serra das Lontras, Boa Nova, Descobrimento, Alto Cariri, Boqueirão da Onça, Monte Pascoal, Pau Brasil e Marinho dos Abrolhos.

O segundo estado com mais PARNAs é o Paraná, com oito. Logo depois vem Minas Gerais (7), Amazonas (6), Pará e Rio de Janeiro, com cinco cada.

Quem documentou os parques nacionais do Brasil?

Alguns parques nacionais foram documentados pelo fotógrafo Príamo Melo, especialista em fotos da natureza.

O sergipano viaja pelo mundo fazendo esse trabalho com o objetivo de chamar a atenção das pessoas para causas ambientais.

No Brasil, ele já fez registros em parques do Rio de Janeiro, Pernambuco, Ceará, Goiás e Bahia.

Grande parte das fotos você pode ver no perfil do fotógrafo no Instagram e no Flickr.

Qual é o maior parque nacional do Brasil?

O Parque Nacional Montanhas de Tumucumaque, que fica na divisa entre o Amapá e o Pará, é o maior PARNA brasileiro.

Só de território, a unidade abrange uma área quase do tamanho da Suíça, próximo dos 4 milhões de hectares, e ocupa 26,5% do estado do Amapá.

A região é considerada uma das porções de floresta tropical menos impactadas pela degradação ambiental no país.

A chegada ao parque é realizada em geral por meio de uma rota terrestre-fluvial.

O turismo é feito pelo Rio Oiapoque e pela Serra do Navio ou Pedra Branca do Amapari.

No entanto, saiba que esses trajetos não são considerados fáceis - para conhecer o imenso parque, você precisará dispor de vários dias e muito preparo físico.

parques naturais brasileiros que voce precisa conhecer

6 parques naturais brasileiros que você precisa conhecer

Difícil vai ser escolher qual será o primeiro parque nacional visitado entre as 74 opções.

Alguns desses locais são de mais fácil acesso, outros, nem tanto.

Eles também variam bastante no grau de dificuldade das trilhas, sem contar com os diferentes climas.

A seguir, selecionamos 6 deles para despertar ainda mais sua vontade de preparar a mochila.

1. Parque Nacional da Tijuca (RJ)

Não é à toa que esse parque está na nossa lista.

Afinal, é ele que protege o Cristo Redentor e o Corcovado - dois símbolos brasileiros.

Situado no coração da capital do Rio de Janeiro, o local tem 3 mil hectares e é a quarta maior área verde urbana do Brasil.

A floresta que hoje embeleza a Cidade Maravilhosa é toda replantada, sendo considerada o primeiro grande projeto de reflorestamento do mundo.

O processo teve início em 1861 e foi realizado o replantio de 100 mil árvores após a quase destruição da região por parte das fazendas de café e de produção de carvão.

São dezenas de trilhas com diferentes níveis de dificuldade e duração, mirantes, grutas, morros e cachoeiras.

Se você deseja conhecer ao máximo esse Parque Nacional, a dica é se hospedar no Mercure Rio de Janeiro Barra da Tijuca.

Localizado a apenas alguns minutos de carro do PARNA, o hotel conta com restaurante, bares, piscina e muito conforto para você descansar depois do passeio.

2. Parque Nacional de Jericoacoara (CE)

Além de ser um dos destinos mais procurados quando o assunto é praia paradisíaca, o Parque Nacional de Jericoacoara também é um dos mais populares do país.

Com 8 mil hectares, há muito o que fazer em Jeri.

As atividades vão desde banhos de mar até passeios de canoa e de buggy, ciclismo, aluguel de cavalos para andar nas dunas, kitesurfe, windsurfe, entre outras.

Uma das suas atrações mais lembradas é a Pedra Furada, formação rochosa que tem uma fenda no meio.

Se você visitar o local no mês de julho, será possível ver o sol se pondo bem atrás da fenda - uma imagem de tirar o fôlego.

3. Parque Nacional do Iguaçu (PR)

O Parque Nacional do Iguaçu, o segundo mais visitado do país, é a primeira unidade de conservação do Brasil e considerado Patrimônio Mundial Natural da UNESCO desde 1986.

Nele, situa-se as Cataratas do Iguaçu, um conjunto de cerca de 275 quedas d’água.

A região se une ao Parque Nacional Iguazú, na cidade argentina de Misiones, formando um importante contínuo biológico do Centro-Sul da América do Sul, com mais de 600 mil hectares de áreas protegidas.

Para conhecer esse local estonteante, você pode se hospedar no ibis Foz do Iguaçu, situado a pouco mais de 30 minutos do parque.

A estadia no hotel também possibilita visitar cidades próximas na Argentina e no Paraguai.

4. Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO)

A beleza desse PARNA encontra-se especialmente nos rios cristalinos, nas centenas de nascentes e cursos d'água e nos paredões de rochas com mais de um bilhão de anos.

Um dos passeios mais incríveis dentro do parque é o Vale da Lua, um conjunto de rochas que se assemelham à paisagem lunar, com crateras formadas pelas corredeiras de água com areia - um cenário deslumbrante.

Além da beleza, o local ainda protege cerca de 50 espécies de animais considerados em risco de extinção que habitam a região.

5. Parque Nacional São Joaquim (SC)

Inserido no bioma da Mata Atlântica, o parque está localizado na região serrana de Santa Catarina.

O ponto mais alto é o do Morro da Igreja, com 1.822 metros.

São quase 50 mil hectares que protegem especialmente as Matas de Araucárias.

Esse parque curiosamente também tem uma Pedra Furada, que pode ser acessada por meio de uma trilha de 6km. 

Você pode se hospedar a pouco mais de 50km do PARNA ao escolher o ibis Criciuma.

Além de todo conforto e segurança já conhecidos dos hotéis da rede, a unidade figura na categoria Ouro do Planet 21, o programa de desenvolvimento sustentável da ALL - Accor Live Limitless.

6. Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA)

Quando falamos em parques nacionais, fica difícil não lembrar da paisagem única e marcante dos Lençóis Maranhenses.

Grande parte da sua área (dois terços) é composta por dunas com areia branca e fina, separadas por porções de água em tons de azul e verde, que ajudam a fazer do lugar um verdadeiro paraíso

Com 155 mil hectares, está localizado na região noroeste do Maranhão, na cidade de Barreirinhas, há 250km da capital, São Luís. Faz parte do bioma do Cerrado, mas com influência também da Caatinga e da Amazônia

Para visitar, vale escolher uma data na alta temporada, entre abril e agosto, após as época de chuvas. Já entre outubro e dezembro, as lagoas secam e a paisagem se transforma em um imenso e não menos belo deserto.

A chegada ao local se dá a partir de veículos 4x4 credenciados.

parques naturais brasileiros dicas de como curtir o passeio

Dicas de como curtir o passeio em um Parque Natural brasileiro

A vontade de colocar a mochila nas costas e partir para a aventura provavelmente está grande, certo?

Você não precisa desanimar, mas é importante que tenha consciência dos cuidados que deve ter ao ficar em meio à natureza. 

Não deixe de planejar direitinho quanto tempo terá e quais são os limites do seu preparo físico.

Lembre que os parques nacionais incluem atividades que podem exigir força (e coragem), como escalada, rapel, arvorismo, rafting, canoagem, trilhas, mergulho e tantas outras.

Por isso, separamos algumas dicas para que você tenha um passeio tranquilo e seguro. 

Confira!

Pesquise bem sobre o seu destino

Tente se informar sobre os detalhes de acesso ao parque, da infraestrutura e do grau de dificuldade das trilhas ou qualquer outra questão que mereça atenção especial.

É bom estar por dentro também das atividades disponíveis para saber que tipo de roupa usar e quais equipamentos levar.

Um mapa do local pode ser bem importante, já que vários lugares não terão sinal de GPS ou de telefone tão facilmente.

Prepare lanches e leve muita água

Levar alguns lanchinhos para repor as energias é fundamental, assim como ter uma boa quantidade de água para se hidratar com frequência.

Prefira levar opções mais leves, como barras de cereais ou porções pequenas de oleaginosas, frutas desidratadas ou até um chocolate.

Deixe o peso na mochila para as garrafas de água.

Previna-se

Alguns itens são essenciais para o caso de ocorrer imprevistos, considerando, principalmente, o tempo que você vai ficar ao ar livre.

Se for acampar, saiba que a temperatura costuma cair bastante durante a noite, portanto, é necessário levar um casaco. 

Outra opção é tentar vestir camadas finas de roupas, assim você pode ir se adaptando às mudanças de temperatura ao longo do dia.

Itens como lanterna, repelente, capa de chuva e boné também são úteis.

Mas imprescindível mesmo é o protetor solar - ele não pode ser esquecido e deve ser reaplicado com frequência.

Alongue-se

Seja qual for o seu preparo físico, não deixe de se alongar antes e depois de qualquer atividade física nos parques.

Assim, você evita lesões e não prejudica o seu passeio.

Não polua o meio ambiente

Você está desfrutando de um belo local, cercado por vegetação, rios e animais silvestres, portanto, também tem responsabilidade para com ele.

Desse modo, recolha todo o lixo que produzir e deixe o espaço da mesma maneira que o encontrou. 

Faça a sua parte para a preservação ambiental.

Procure sempre os locais destinados para o depósito de lixos, mas também reserve um compartimento da sua mochila ou um recipiente para o caso de não haver lixeiras no caminho.

Viagem aos parques: onde se hospedar e por quê?

A não ser que o seu objetivo seja o de acampar pelos parques, a nossa sugestão é buscar pelo maior conforto e custo-benefício possível na hora de escolher a hospedagem.

As belezas naturais compensam, mas o desgaste físico de um passeio pode demandar bastante descanso.

Diversas dessas unidades de conservação estão localizadas em pontos isolados do Brasil e vão necessitar o aluguel de veículos ou a contratação de roteiros especiais.

Os hotéis ALL - Accor Live Limitless estão próximos a muitos dos parques nacionais - basta procurar pelo destino desejado e verificar qual é a melhor alternativa.

Conclusão

É importante destacar que a criação dos parques nacionais visa a proteção e a conservação das áreas abrangidas.

A visitação nesses locais é planejada e regulada por normas que também têm esse objetivo e buscam chamar a atenção da população em relação à conservação ambiental.

Apesar do aumento da procura, o número de visitantes em nossos PARNAs ainda é considerado baixa, o que revela desconhecimento sobre a riqueza do território brasileiro.

Portanto, a nossa dica final é: explore o Brasil!

Paisagens incríveis e cenários únicos podem estar muito próximos de você. Aproveite!

Você curtiu? Compartilhe!

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra