Le Magazine Accor Hotels

Baladas em SP:

os melhores lugares para aproveitar a noite paulistana

Se você gosta de cair na noite para dançar, as baladas em São Paulo nunca decepcionam. As opções são muitas, para todos os tipos de frequentadores e oferecendo música de todos os gêneros. Das baladas da Vila Madalena às mais caras casas noturnas do país, das opções da Augusta a lugares com temática gótica, é impossível não encontrar a sua tribo por lá. E para ajudar você a decidir o seu destino na noite paulistana, aqui vão algumas sugestões que precisa conhecer. Siga acompanhando!

Diferentes bairros, diferentes faixas de gasto e diferentes estilos musicais.

Conheça algumas das opções de baladas em SP para agitar a sua noite na cidade!

Baladas em SP: Zona Sul

Vamos começar nosso roteiro pela noite paulistana na Zona Sul da cidade. Conheça opções que têm tudo para cair no seu gosto e te botar para dançar.


Club A

O Club A está em Indianápolis desde 2009. Luxuoso, ele oferece quatro ambientes, incluindo uma área externa com direito a piscina decorativa e uma área interna com lustres de cristal. 

A decoração não para por aí e usa de árvores, cores e luzes para tornar o espaço ainda mais exuberante.

Além disso, a experiência do Club A permite que os seus frequentadores assistam aos dois shows da programação da casa bem de perto na pista ou dos exclusivos camarotes do local. Por lá, o som que rege a noite é a música eletrônica.


Toca do Tatu

A Toca do Tatu é mais uma das baladas sertanejas em São Paulo que conta com uma infraestrutura impressionante. Ela fica na Vila Olímpia e tem capacidade para eventos entre 500 e 1200 pessoas, nos seus mais de 1200m² de área.

Os camarotes também são marcantes: há 11 unidades dispostas ao longo da pista e com capacidade para oito pessoas em cada um. 

Além disso, a Toca do Tatu é o único ambiente na cidade a fornecer um camarote exclusivo, que fica nada mais, nada menos do que dentro do palco, a poucos metros das atrações especiais de cada noite. Existe ainda uma área VIP na casa, vários bares e a pista, onde quem não está nos camarotes se diverte.

Todo o resto do ambiente também combina com esse clima de exclusividade. A decoração é escura e elegante, em tons de preto e cobre, com painéis de madeira nas paredes e sofás de couro. 

Já a iluminação é digna de uma casa de shows, com projeções nas paredes e uma variedade enorme de formas de criar um clima de curtição no ambiente.

Baladas na Vila Madalena

Chegando à Vila Madalena, as atrações que selecionamos mostram, mais uma vez, a diversidade das baladas em São Paulo.


Akbar Lounge & Disco

Nem só do público mais jovem vivem as baladas em SP.

Na Vila Madalena, o Akbar faz uma verdadeira viagem no tempo nos seus três ambientes. No piso superior, o frequentador se depara com um bar completo e um lounge com direito a área externa. Por lá, ficam os que querem uma experiência mais tranquila.  Já no andar de baixo, está a pista de dança, que também dispõe do seu próprio bar.

A música que toca nas sextas-feiras do Akbar varia entre as décadas de 70 ao início dos anos 2000. Porém, aos sábados o som fica um pouco mais abrangente, tocando disco, pop rock, flashbacks e hits anos anos 70 e 80 também.

Para dar o tom retrô ao ambiente, a decoração entra em cena com objetos que lembram outros tempos. Entre eles, fotos de São Paulo de décadas passadas e de celebridades do mundo da música pop, móveis, rádios e lustres vintage. 

O desafio é sair de lá sem ter caído na pista de dança.


High Line Bar

De Nova Iorque para as baladas em São Paulo, o High Line foi inspirado nos famosos jardins suspensos da Big Apple. 

Por lá, você encontra um pacote completo: pode começar a noite com um bom jantar, seguir para os drinques e se acabar na pista de dança até de manhã.

O ambiente oferece quatro espaços (o deck, o lounge, o rooftop e o lounge), onde são divididas as atividades de coquetelaria, galeria de arte, balada e a oferta de gastronomia. 

Mas, como é da diversão que estamos falando, o que interessa é que, na pista de dança, o DJ Leo Cury comanda as picapes com o melhor da música eletrônica madrugada adentro.

As baladas mais caras de SP

Para quem não se preocupa com o preço da balada, aqui vão as sugestões para curtir a noite paulistana.


Josephine

Uma das baladas em SP que veio de outros países, a Josephine copia o modelo que a casa noturna tem em Washington, nos EUA.

Em termos de estrutura são, ao todo, dois bares, duas pistas e 8 camarotes para atender a uma lotação máxima de 500 pessoas. 

Por lá, há escadas e móveis de madeira, sofás de couro e cortinas de veludo, além de um enorme telão de LED por trás da pista principal, que acompanha o ritmo da música. 

Porém, apesar da riqueza de materiais, a decoração do lugar é relativamente discreta.

A Josephine conta com noites de quarta-feira de black music, mas é a house music a responsável por fazer o público dançar nos fins de semana. 

Os camarotes custam R$ 3000 e as entradas chegam a R$ 300 aos sábados e domingos.


Air Rooftop

Quem diria que, no centro de São Paulo, em um prédio tombado, surgiria uma balada focada em música eletrônica.

A Air Rooftop fica no andar mais alto do Shopping Light e conta com apresentações de DJs nacionais e internacionais.

Pela localização privilegiada, o espaço oferece uma vista de 270º para o Viaduto do Chá e o Vale do Anhangabaú, além de alguns prédios icônicos de São Paulo. 

E a Air Rooftop conte com uma pista interna e outra externa para valorizar essa paisagem toda.

Dependendo do dia, a entrada passa dos R$ 100, mas com uma diferença em relação à Josephine: enquanto a entrada lá garante uma boa dose de consumação, na Air Rooftop, o valor é integralmente para a casa. 

Ou seja, pode contar com mais alguma despesa com as bebidas para a noite. Outra diferença da Air Rooftop para as outras baladas de SP é o fato de que ela não é frequente. 

Sim, a noitada abre só para eventos específicos.

Por isso, para garantir que você consiga saber como é a experiência da Air Rooftop, vale se manter atento à programação do local, geralmente divulgada nas suas redes sociais.

Baladas eletrônicas em São Paulo

Para quem curte música eletrônica de alta qualidade e quer passar a noite dançando, veja só as dicas de baladas em SP que separamos.


D-Edge

A D-Edge é uma das baladas em SP que realmente cria uma experiência para o frequentador. Quem entra no seu espaço se depara com um sistema de som impecável, além de uma iluminação presente nas paredes, no teto e no chão, pulsando e trocando de cor de acordo com o ritmo da música. É praticamente impossível não se sentir envolvido por esse ambiente.

A D-Edge oferece dois andares de pistas, um lounge no terraço com vista para o Memorial da América Latina e diversos bares. A capacidade total desses espaços permite que 900 pessoas dancem ao mesmo tempo. Então, cuidado para não perder o seu amigo em meio à multidão.

Além de receber DJs internacionais, a D-Edge ficou em 9º lugar nos Top 100 Clubs da DJ Magazine em 2009 e foi eleita o 25º melhor clube do mundo pela revista britânica DJ Mag em 2012.


Lions Nightclub

Em plena Bela Vista, com um terraço incrível e uma vista privilegiada para a Catedral da Sé: essa é a Lions Club, outra das baladas em SP focadas em música eletrônica.

A Lions conta com vários bares e ambientes, todos decorados de forma extravagante. Tem couro, veludo e estampas antigas dando um ar vintage ao ambiente, que contrasta com a iluminação moderna. 

Em termos de programação, essa balada oferece diferentes festas ao longo da semana, cada uma explorando um tipo diferente de música. 

Assim, você sabe que encontra na Lions Club do deep ao electro, do house ao techno e muito mais.

Baladas sertanejas em São Paulo

Não dá para negar que o sertanejo está na moda. E isso se reflete também nas baladas de SP. Vamos conhecer locais onde essa música é o destaque da programação?


Brook’s Bar

O ambiente na Vila Olímpia foi criado em 2012, em parceria com os cantores Marcos e Belutti, para ser dedicado ao sertanejo universitário.

A Brook’s oferece ao público um palco grande e iluminado por LED, uma pista ampla, com paredes iluminadas e 10 camarotes com acesso a sushi bar, bebidas e fumódromo. 

Durante a noite, duas atrações diferentes comandam o palco e botam o público para dançar na pista, acompanhados por dançarinas contratadas.


Villa Mix

Assim como a Brooks, a Villa Mix também fica na Vila Olímpia e é comandada por uma dupla de cantores. 

Jorge e Mateus lideram essa casa noturna focada em música sertaneja universitária, que tem capacidade para 1.500 pessoas.

A programação começa com DJs e segue com shows no palco. 

A iluminação que cobre as paredes da casa e os camarotes faz com que o ambiente possa ser confundido com o de uma das baladas em SP de música eletrônica, já que torna o visual do lugar escuro e tecnológico.

Baladas alternativas em São Paulo

Nem eletrônica, nem sertanejo? Tem balada alternativa em São Paulo também.

Veja as nossas sugestões para você!


Madame

Famoso nos anos 80 sob o nome de Madame Satã, a casa reabriu reformada em 2012 sob o nome de Madame, mas no mesmo endereço, na Bela Vista.

Seu estilo underground conta com noites de rock alternativo e música dos anos 80, além de uma das experiências mais exclusivas entre as baladas em SP. 

O ambiente conta com lustres de pentagramas, candelabros, sofás escuros, gárgulas, tudo em estilo gótico.

No andar de baixo, a iluminação estroboscópica oferece a chance do público dançar sem ser reconhecido, mas esse não é o único espaço onde os frequentadores podem circular. Até porque o Madame conta com diversos ambientes internos e externos, maiores e menores.

Em termos de programação, é possível esperar um lugar eclético. Por lá, você encontra shows de drag queens, apresentações de peças de teatro, venda de roupas, artistas pintando quadros, entre outras atividades, tudo sempre com uma temática gótica. 

Por isso, vestir o preto para comparecer ao Madame é quase indispensável.


Alberta #3

Inspirada nos nomes de músicas de Bob Dylan, esse discreto espaço na Consolação surge como um alternativa às baladas em SP mais caras.

Por lá, você pode ficar em qualquer um dos três bares, nos três andares da casa. No térreo, as pessoas conversam entre amigos em mesas e sofás em um lounge confortável.  No andar de cima, apresentações de rock, soul, jazz ou electro rolam soltas. Já no subsolo, a pista de dança faz uma seleção eclética de músicas.

Com uma programação intensa ao longo da semana, as festas da balada do Alberta #3 tocam indie rock, hip-hop, soul, black music, rock dos anos 60 e 70, new wave, disco punk, entre outros ritmos.

Baladas de pagode e funk em São Paulo

E para completar o nosso guia de baladas em SP, não poderia faltar dois dos ritmos mais populares do momento: o pagode e o funk.


Beco 203

O que acha de um lugar na noite de São Paulo com um palco, uma pista ampla, dois bares e um mezanino com pufes e barras de pole dancing? Esse é o Beco 203, uma das baladas da Augusta mais ecléticas que o centro da cidade já viu.

A decoração do espaço é bem criativa, com paredes cobertas por lambe-lambes e quase 200 lustres globulares, que mudam de cor para variar o ambiente. O visual combina com praticamente qualquer tipo de música, que funciona muito bem para o Beco 203.  Afinal, o lugar conta com shows de abertura, festas temáticas e uma programação em constante mudança.

No sistema de som, é possível encontrar festas como a Forever & Ever, com clássicos antigos do rock dos anos 90 e 2000, mas também noites de muito funk, pop, brega e o que mais colocar o público para dançar.


Selva

Entre as baladas da Augusta, a Selva se destaca como uma das mais ecléticas. Por lá, a decoração simula um encontro entre a natureza e a civilização, em uma fusão cheia de contrastes. 

O espaço conta com duas pistas de dança, porém o bar para bebidas fica apenas na de cima.

A casa noturna oferece também uma programação eclética, tocando rock, hip-hop, pop, música eletrônica e muito funk, para fazer o público dançar. 

Para os fãs do funk, a dica é procurar pelas festas Baile da Selva, Rolê e Paredão para uma diversão garantida e dançante.


Então, gostou das nossas dicas de baladas em SP?

Caso tenha sentido falta de alguma, é só deixar a sua dica nos comentários.

E que tal tirar uns dias para fazer uma maratona nas casas noturnas paulistanas? 

O Grupo Accor tem uma enorme variedade de hotéis na cidade, com opções para todos os bolsos e gostos. Assim, você chega da noite e descansa com o máximo de conforto, até a próxima balada começar.

Você curtiu? Compartilhe!

Quer saber mais?

Continue o passeio

Nossos hotéis em São Paulo

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra