Le Magazine Accor Hotels
VIAJE COMIGO ...

Cinco dicas para manter os cuidados diários da saúde bucal do seu pet

A Mars Petcare traz dicas essenciais para cuidar da saúde bucal dos bichinhos. Confira!

Além da escovação, petiscos funcionais devem ser inseridos na rotina para ampliar a limpeza bucal de cães e gatos.

Mars Petcare - @marsglobal

A Mars Petcare, detentora de algumas das marcas mais amadas do mundo, como ROYAL CANIN®, PEDIGREE® e WHISKAS®, é líder de mercado quando falamos de pets no país. Confira as dicas de experts e descubra como manter a saúde bucal do seu pet em dia!

Você sabia que 80% dos cães com mais de três anos de idade sofrem algum tipo de doença relacionada à saúde bucal? Aliás, só a periodontite, que é ocasionada pelo acúmulo de placa bacteriana nos dentes, afeta quatro de cinco cachorros nessa faixa etária, segundo dados do boletim técnico desenvolvido pela Mars Petcare em conjunto com o Dr. Marcello Roza. 
Muitas pessoas desconhecem o fato de que a boca é uma das principais causadoras de problemas e doenças em animais. A infecção da cavidade oral pode se estender a outros órgãos, como rins e coração, por exemplo, e um dos primeiros sinais que mostram que há algo de errado é o mau hálito.
“Os tutores tendem a achar que a boca não representa nenhum risco para o bichinho e acaba negligenciando esse cuidado” diz o veterinário da Mars, Dr. Marcello Roza, especialista em odontologia. “A maior parte desses problemas pode ser evitada com cuidados e prevenções realizadas no dia a dia, como a escovação e o uso de petiscos funcionais para o auxílio”, completa Roza. 
A escovação dos dentes pode ajudar a evitar sérias infecções, inclusive comprometer a vida dos cães e gatos, mas além disso, é preciso manter a atenção à higiene bucal dos pets periodicamente, tanto quanto as idas frequentes ao veterinário. Por isso, levantamos aqui cinco dicas para prevenir doenças e manter a saúde dos bichinhos.

1. Dedique uma atenção especial à escovação

Apesar de básica, essa continua sendo a principal forma de prevenção, já que remove as placas bacterianas ainda no início. Para atingir um bom resultado, é preciso escolher uma escova adequada, com cerdas macias e cabeça pequena, além de pastas específicas para uso veterinário. Tenha paciência com o pet e introduza gradativamente a rotina da escovação, mantendo o hábito por ao menos três vezes na semana, afinal é a repetição que trará familiaridade para ele. Uma dica para o início, quando os cães e gatos podem estar mais ansiosos, é inserir apenas o dedo e massagear a gengiva e os dentes para que o cão se acostume com a ação.

2. Observe o comportamento do seu pet e fique atento aos sintomas

Pets que desenvolvem algum tipo de problema bucal podem apresentar diversas queixas facilmente perceptíveis, como feridas no rosto, coceira no focinho, dentes descoloridos ou com tártaro, dificuldade na mastigação e deglutição, produção intensa de saliva, diminuição de apetite, mau hálito e sangramentos ou inchaços ao redor da boca. Aliás, cães branquicefálicos, que tem o cumprimento do focinho menor que o do crânio, como os pets das raças Pug, Lhasa Apso e Maltês, estão mais propensos a acumular resíduos e placas bacterianas ao redor dos dentes. Por isso, é preciso sempre ficar de olho nas reações dos bichinhos e consultar regularmente um veterinário.

3. Conte com petiscos funcionais e brinquedos para auxiliar na higienização bucal

Vai viajar ou passar dias fora da rotina do seu amigo de quatro patas? Petiscos funcionais são a solução!
Além da escovação, há produtos que ajudam na limpeza oral por terem ação mecânica, devido ao formato, e química, pela sua composição. Um deles é o DentaStix™, o petisco funcional da Pedigree® que auxilia no combate ao tártaro. Indicado para cães adultos, ele possui formato especial em X que chega em lugares onde a escova não alcança, complementando a higiene. É cientificamente comprovado que seu uso diário combate até 80% da formação de placas bacterianas. Já os brinquedos garantem, junto com a diversão, que os pets roam e raspem a superfície da arcada dentária, intensificando a limpeza. 

4. Atente-se à alimentação e não esqueça do acompanhamento com o veterinário

Além da má higienização, a comida caseira também pode ser um dos fatores que causam tártaro e outras doenças bucais nos pets. A dieta seca, por ser mais dura, amplia essa limpeza e garante todos os nutrientes necessários para que cães e gatos cresçam fortes e saudáveis.

5. Visite o veterinário regularmente

Para cuidar dos nossos dentes, escovamos e visitamos o dentista regularmente. Com os cães e gatos não é diferente. Por isso, é necessário sempre visitar regularmente o veterinário para prevenir qualquer tipo de doença e entender a melhor forma de cuidar do seu bichinho. A recomendação é que os pets passem por um exame bucal de rotina pelo menos uma vez ao ano. O veterinário é o profissional indicado para identificar se a limpeza está sendo feita de maneira correta, dar as instruções, além de fazer uma higienização completa na boca do seu animalzinho.

Você curtiu? Compartilhe!

Quer saber mais?

Continue o passeio

Conheça hotéis pet friendly pelo Brasil

Por aí

Mais ideias de viagens

Encontre seu destino perfeito

Com o Radar de Viagens

Descubra